Polícia Policial

Carga do caminhão que tombou na Serra do Teixeira estaria sendo anunciada nas redes sociais; Delegado explica o caso

Na manhã desta segunda-feira (22), o fato que mais causou surpresa foi que alguns anúncios das baterias idênticas às que foram levadas foram exibidos em bazares nas redes sociais nas cidades de Patos e Teixeira. 

23/04/2024 às 14h59
Por: Pabhlo Rhuan | Jornal Patoense
Compartilhe:
Foto: Reprodução / Jornal Patoense
Foto: Reprodução / Jornal Patoense

No último domingo, dia 21 de abril, a Serra do Teixeira testemunhou um trágico acidente que vitimou Elias de Oliveira Francisco, de 42 anos, motorista que seguia de São Paulo com destino a Natal, no Rio Grande do Norte. O incidente, além da perda da vida humana, trouxe à tona uma questão alarmante: o saqueamento da carga do veículo envolvido.

Conversamos com o delegado Deivison Moraes, que estava de plantão no dia do ocorrido. De acordo com o delegado, o caminhão tombou na rodovia, espalhando baterias automotivas pela estrada. Antes da chegada da Polícia Militar ao local, algumas pessoas já haviam saqueado parte da carga.

Continua após a publicidade
Anúncio

Após a chegada das autoridades, medidas de isolamento e segurança foram tomadas para evitar mais saques. Deivison também informou que a Polícia Civil recolheu voluntariamente parte das baterias e as levou para a delegacia de Teixeira, garantindo a sua segurança.

Com o veículo tombado, algumas baterias ficaram próximas ao caminhão, em local de difícil acesso. O delegado relatou ter conversado com o proprietário da carga, que concordou em abrir mão dessas baterias para que a população pudesse recolhê-las. Nesse caso, segundo Deivison, não houve crime.

Na manhã desta segunda-feira (22), o fato que mais causou surpresa foi que alguns anúncios das baterias idênticas às que foram levadas foram exibidos em bazares nas redes sociais nas cidades de Patos e Teixeira. 

Continua após a publicidade
Anúncio

Infelizmente, apesar da dor, muitos se aproveitam para suportarem a carga e esquecem que  esse tipo de ação pode ser indiciado por furto, sujeitando-se a uma pena de 1 a 4 anos de prisão, além de multa.

Foto: Reprodução/Redes sociais

Jornal Patoense

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Patos, PB Atualizado às 20h04 - Fonte: ClimaTempo
23°
Tempo limpo

Mín. 17° Máx. 33°

Qui 33°C 17°C
Sex 33°C 19°C
Sáb 34°C 19°C
Dom 35°C 20°C
Seg 32°C 21°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes